Colunistas
Publicado às 11h37 — 12 de maio de 2016
Descobri que tenho gordura no fígado! E agora?

A farmácia magistral disponibiliza várias alternativas aos profissionais de saúde para tratarem este mal de forma individualizada de acordo com o perfil de cada paciente

Por Leonardo Ratti | Portal Mauá e Região

Fígado

Nos últimos anos, a prevalência de obesidade vem aumentando de forma alarmante tanto em países desenvolvidos como em desenvolvimento. Isto se deve ao estilo de vida sedentário e hábitos alimentares impróprios. Com isso, várias doenças acabam acometendo este importante órgão; dentre elas a “DOENÇA HEPÁTICA GORDUROSA NÃO-ALCOÓLICA” ou DHGNA.

Ela se caracteriza por acúmulo de lipídeos no interior dos hepatócitos, (células de gordura) que ocorre em indivíduos que não consomem álcool significativamente. Os pacientes podem ser assintomáticos, (não apresentarem sintomas), ou elevações discretas a moderadas das enzimas hepáticas.

Os principais fatores de risco são:

– Obesidade

– Diabetes mellitus

– Dislipidemia

A farmácia magistral disponibiliza hoje várias alternativas aos profissionais de saúde para tratarem este mal de forma individualizada de acordo com o perfil de cada paciente.

Existem trabalhos publicados mostrando por exemplo que o Resveratrol; uma substância extraída da casca da uva, melhora a resistência à insulina e os metabolismos glicêmico e lipídico em pacientes com o fígado gorduroso.

A Silimarina, um hepatoprotetor, tem eficácia comparável a drogas clássicas como a Metformina e a pioglitazona além da L-Carnitina, muito utilizada na suplementação esportiva que se mostrou eficaz no perfil gorduroso hepático.

Estudos recentes mostram também que a Cafeína é capaz de reduzir o risco de desenvolvimento de cirrose hepática, doença hepática crônica, fibrose hepática e até carcinoma hepatocelular.

Caso você prefira trilhar o caminho mais natural, a homeopatia é uma excelente alternativa para tratar DHGNA. Trata-se do Chelidonium, um medicamento homeopático considerado como drenador e equalizador homeopático. http://herbora.com.br/saude.php?art=30

Há portanto um cuidado muito grande que devemos tomar com nossa alimentação e hábitos de vida. Consulte sempre seu médico que com o auxílio de um profissional  nutricionista e seu farmacêutico de confiança poderão lhe oferecer formas e associações através de medicamentos, suplementos probióticos, alimentação adequada e antioxidantes que certamente colaborarão para a sua pronta recuperação.

Saúde já!

Marcos Seganfredo

 

Marcos Seganfredo é farmacêutico industrial formado pela USP e proprietário da Hérbora Farmácia de Manipulação e Homeopatia

Outros Destaques

Colunistas

Otávio Zaia e o livro “Nóis sabe português”

Colunistas

AVC em crianças

Colunistas

A Sociologia dos Trópicos

Siga-nos
Destaques
Jornada Pedagógica de Ribeirão reúne 1.200 professores
Mauá discute melhorias na Saúde
Em congresso, PSB Mauá reelege Israel Aleixo
Revista
Jornal