Mauá
Publicado às 10h35 — 10 de maio de 2016
Nardini celebra Dia de Higienização das Mãos

Ação de conscientização teve adesão de 495 funcionários durante dois dias

Por Leonardo Ratti | Portal Mauá e Região

Crédito das fotos: divulgação

Mais uma vez o Hospital de Clínicas Dr. Radamés Nardini promoveu iniciativa para conscientizar seus trabalhadores quanto à importância da lavagem correta das mãos. A ação é realizada anualmente no Dia Mundial de Higienização das Mãos (5 de maio) e é organizada pela equipe da CCIH (Comissão de Controle de Infecção Hospitalar), ligada ao Núcleo de Proteção e Vigilância. Durante dois dias (04 e 05/05) os profissionais da área fizeram abordagem próximo ao refeitório do hospital, distribuíram brindes e ensinaram todos os passos para higienização adequada. Ao todo, participaram 495 funcionários.

A equipe decorou o ambiente com o símbolo nacional da campanha, distribuiu informativos e ensinou individualmente e em grupos todos os passos para higienização segura das mãos com utilização de álcool gel. É fundamental lavar o dorso das mãos, dos dedos, embaixo das unhas e pulsos. Os exercícios são repetidos em ações aleatórias durante todo o ano, mas a campanha ajuda a reforçar os cuidados especialmente no manejo dos pacientes. “Foi muito positivo. Conseguimos abordar médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, equipe de limpeza e até pacientes e acompanhantes. É importante insistir nessas ações de prevenção, pois a mão é o meio mais comum de transmissão de doenças. Todo profissional de Saúde precisa estar envolvido nesta causa”, disse Fernanda Gabnai, enfermeira da CCIH.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, milhares de pessoas vão a óbito diariamente, em todo o mundo, por adquirir IRAS (Infecção Relacionada à Assistência à Saúde) – infecção adquirida durante o processo de assistência em serviços de Saúde.

Os cinco passos para lavagem adequada das mãos, de acordo com a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), são: antes do contato com o paciente; antes da realização do procedimento asséptico; após risco de exposição a fluídos corporais e após o contato com áreas próximas ao paciente. Já as doenças mais comuns causadas por falta de higiene correta são: infecção estomacal, respiratória, gripes, resfriados, diarreia, doenças de pele, dor de garganta, infecções no ouvido e erupções na pele. Segundo a Organização Mundial da Saúde, é possível reduzir em até 40% a incidência de infecções com o simples ato de lavar as mãos.

Outros Destaques

Colunistas

Cadê você?, de Tainá Roberta

Colunistas

Prosa de peão, de Jerônimo de Almeida Neto

Colunistas

Otávio Zaia e o livro “Nóis sabe português”

Siga-nos
Destaques
Vereadores autorizam abertura da CEI da Saúde
Prefeito Atila entrega novos leitos no Nardini
Rio Grande sofre com falta de infraestrutura
Revista
Jornal