Mauá
Publicado às 10h58 — 9 de março de 2016
Tour mostra à lideranças católicas o sistema de saneamento

Atividade teve como destino a SAMA e a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE)

Por Leonardo Ratti | Portal Mauá e Região
Foto: Gil Sobrinho

Foto: Gil Sobrinho

Cerca de 50 lideranças católicas da Paróquia São Felipe do Parque das Américas realizaram um passeio especial para conhecer o sistema de distribuição de água e também de saneamento de Mauá. Esse é o Tour 360 promovido pela Secretaria de Relações Institucionais, que leva munícipes a importantes projetos desenvolvidos pela Prefeitura em diversas áreas.

O ônibus com os visitantes partiu da frente da Paróquia por volta de 9h e teve como destino a autarquia SAMA (Saneamento Básico do Município de Mauá), na Vila Magini, e a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), no bairro Capuava. Nos dois locais puderam conhecer e tirar dúvidas sobre o complexo sistema de abastecimento de água e também todo trabalho realizado pela Odebrecht Ambiental e pela Prefeitura para o tratamento do esgoto.

“Essa atividade ganha muita relevância, uma vez que a Campanha da Fraternidade 2016 da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) está abordando o tema da importância do saneamento e aproveitamos para mostrar que Mauá está fazendo sua parte para melhorar a qualidade de vida de quem vive aqui”, afirmou o prefeito Donisete Braga, que esteve na ETE Mauá conversando com as lideranças junto com o secretário de Relações Institucionais Helcio Silva.

50% do esgoto tratado – Atualmente, o município coleta 92% do esgoto produzido e trata 50% deste total. Inaugurada em dezembro de 2014, a Estação de Tratamento de Esgoto iniciou sua operação em maio de 2015 e já atingiu o índice de 50% de tratamento do esgoto coletado no município. É um salto significativo, pois em maio de 2015, o total era de apenas 5%.

O benefício já chega a quase 200 mil habitantes que sofriam com o despejo do esgoto das suas residências diretamente nos cursos d´água causando mau cheiro, proliferação de ratos e baratas, desvalorização de seus imóveis e riscos de contaminação, e foram beneficiados com a correta destinação e tratamento de seus efluentes.

Ao longo de 2016 o índice de tratamento de esgoto continuará a crescer gradativamente em Mauá. O projeto foi elaborado em conjunto entre a Prefeitura e a concessionária do serviço, a Odebrecht Ambiental. Com um investimento total de R$ 178 milhões, a ETE Mauá conta com um dos mais modernos sistemas de tratamento de esgoto do Brasil. O modelo de tratamento adotado utiliza tecnologia canadense que dispensa a utilização de produtos químicos. Todo tratamento é feito de forma biológica, da mesma forma que a natureza faz em seus processos de decomposição, o que garante que o efluente tratado volte para a natureza livre de poluentes orgânicos. Além disso, Mauá deixará de lançar esgoto in natura no Rio Tamanduateí, uma dos maiores afluente do Rio Tietê e que nasce em Mauá no Parque da Gruta Santa Luzia.

Outros Destaques

Colunistas

Otávio Zaia e o livro “Nóis sabe português”

Colunistas

AVC em crianças

Colunistas

A Sociologia dos Trópicos

Siga-nos
Destaques
Jornada Pedagógica de Ribeirão reúne 1.200 professores
Mauá discute melhorias na Saúde
Em congresso, PSB Mauá reelege Israel Aleixo
Revista
Jornal