Mauá
Publicado às 8h39 — 17 de fevereiro de 2017
Prefeituras agilizam estudos sobre aumento de tarifa
Por Vinicius Pinheiro | Portal Mauá e Região

Foto: Bruno Prado

Municípios do Grande ABC que ainda não definiram possível reajuste em sua tarifa do transporte coletivo devem apresentar nos próximos dias posicionamento oficial sobre o tema. Sem descartar o aumento da cobrança, três cidades da região afirmam que ainda elaboram estudos sobre o assunto.

Em São Bernardo, segundo o Paço, a expectativa é a de que na segunda-feira o prefeito Orlando Morando (PSDB) bata o martelo sobre o assunto. Na ocasião, o Paço irá apresentar “o estudo com detalhamento quanto à necessidade de corrigir a tarifa ou não”.

Já Mauá, onde o prefeito Atila Jacomussi (PSB) revogou no início da sua gestão o reajuste de R$ 3,80 para R$ 4,20 promovido pela ex-gestão, o tema segue em aberto. No momento, as planilhas de custos encaminhadas pela Suzantur, gerenciadora do serviço, estão em análise no Paço, que considera critérios técnicos (como o índice de quilômetro rodado), econômicos e sociais. “Não há previsão de reajuste.”

Única a suspender por período indeterminado o reajuste, São Caetano afirma que tem participado de reunião “no Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, com as sete cidades discutindo a possibilidade ou não de reajuste conforme critérios econômicos.”

Procurada para comentar o assunto, Diadema não retornou até o fechamento desta edição.

Por Daniel Macário – Diário do Grande ABC

Outros Destaques

Colunistas

Entrevista exclusiva com o Prof. Dr. Saulo César Paulino e Silva

Colunistas

Cadê você?, de Tainá Roberta

Colunistas

Prosa de peão, de Jerônimo de Almeida Neto

Siga-nos
Destaques
República Terapêutica infanto-juvenil faz mais um ano
Mauá terá clube de leitura Leia Mulheres em Outubro
Atila repassa recursos à APASMA
Revista
Jornal