Mauá
Publicado às 10h05 — 5 de junho de 2017
Mauá vacina 78 mil contra a gripe

Campanha foi ampliada até o dia 9 de Junho; Prefeitura quer vacinar 100 mil moradores da cidade

Por Vinicius Pinheiro | Portal Mauá e Região
vacina

Administração vai visitar escolas para ampliar doses aplicadas em profissionais da Educação e crianças. Foto: Roberto Mourão/PMM

A Prefeitura de Mauá já vacinou 78 mil munícipes contra a gripe nas sete semanas de campanha na cidade. Os pacientes vacinados integram os grupos prioritários. O número de doses aplicada já superou a meta do Ministério da Saúde que estabelecia que a cidade devia 73 mil munícipes.

A administração Um Novo Tempo investirá nas campanhas para aumentar o índice de profissionais de saúde e educação vacinados na cidade. Apesar de já ter atingido a meta, a Prefeitura pretende vacinar 100 mil pessoas até o final da campanha, quase 25% da população, que integra grupos de riscos. “Neste ano estamos com mais dificuldade em alcançar os índices porque o vírus do H1N1 foi muito controlado e as pessoas costumam procurar a vacinação apenas quando há grandes registros da doença. Mas é importante ampliar campanhas e garantir que o maior número possível de pessoas dos grupos de risco sejam imunizadas antes de entrarmos no inverno mais rigoroso”, diz Rodrigo Antunes, coordenador do setor de Epidemiologia da Secretaria de Saúde de Mauá.

No grupo da educação, 2.600 profissionais, que compreendem professores, auxiliares e qualquer servidor que tenha contato com as crianças, receberam a vacina. Para se imunizar basta procurar um posto com o holerite ou algum documento que comprove o trabalho e a carteira de vacinação. Para ampliar os números, a Prefeitura de Mauá visitará as escolas. Já na saúde foram 6.500 doses.

O público-alvo da campanha é formado por pessoas a partir de 60 anos, que em Mauá respondem por 35 mil doses. Até aqui, foram vacinados 32 mil idosos, 91% do total esperado nessa faixa prioritária.

Foram vacinados 16 mil crianças de seis meses a cinco anos, 62% da meta esperada. Já o grupo de gestantes responde por mais 2.500 doses, 57% do total esperado. Entre as puérperas (até 45 dias após o parto) foram vacinadas 650, 92% do total.

Para portadores de doenças crônicas não transmissíveis, que inclui pessoas com deficiências específicas, como diabetes, hipertensão, asma, foram aplicadas 15 mil doses; neste grupo a Prefeitura não possui informações de índices, já que nem sempre o tratamento é efetuado pela Saúde Municipal. Completam a lista servidores municipais em profissões como Defesa Civil e Policiais civis e militares que tiveram 2.700 doses.

Outros Destaques

Colunistas

Otávio Zaia e o livro “Nóis sabe português”

Colunistas

AVC em crianças

Colunistas

A Sociologia dos Trópicos

Siga-nos
Destaques
Jornada Pedagógica de Ribeirão reúne 1.200 professores
Mauá discute melhorias na Saúde
Em congresso, PSB Mauá reelege Israel Aleixo
Revista
Jornal