Educação
Publicado às 11h57 — 22 de fevereiro de 2016
Projeto contra Aedes Aegypti

Objetivo é conscientizar as crianças e ensiná-las a se prevenir contra as doenças transmitidas pelo mosquito

Por Leonardo Ratti | Portal Mauá e Região

Aedes

Na tarde da última sexta-feira (19) a Secretaria de Educação, Inclusão, Cultura e Tecnologia (SEIT) apresentou o novo projeto da educação municipal que terá como objetivo a conscientização e a prevenção relacionada as doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti, a dengue, a febre Chikungunya e o Zika vírus. O projeto integrará a grade curricular dos alunos das 33 escolas municipais de Ribeirão Pires.

O novo projeto da Secretaria de Educação de Ribeirão Pires teve início após reunião com o Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, em que foi solicitado que fossem desenvolvidas atividades para debate do tema e ações de combate ao mosquito nos dias 19 e 26 de fevereiro e no dia 4 de março. Ampliando a proposta, a SEIT desenvolveu o projeto de trinta dias com ações do dia 19 de fevereiro até o dia 19 de março – quando se é comemorado o aniversário da cidade. Será um mês inteiro, mobilizando o corpo docente, os alunos e a comunidade local em prol do combate ao Aedes Aegypti.

O primeiro passo será a capacitação dos diretores, coordenadores, professores e agentes escolares que serão treinados para passar aos alunos todas as informações sobre o mosquito e as doenças transmitidas. A segunda ação será conscientizar as crianças através de atividades lúdicas.

Por fim, no dia 19 de março serão realizadas mobilizações em todas escolas municipais envolvendo a comunidade no combate ao mosquito Aedes Aegypti. Visando a diminuição de possíveis focos de dengue, a conscientização das doenças transmitidas e a prevenção. Estas ações substituirão o desfile cívico do aniversário da cidade.

Para a secretária de Educação, Dalva Sensato, este projeto mobilizará todo o município. “O desfile cívico envolve nove escolas, porém com esta ação iremos contar com as 33 escolas da rede municipal e atingiremos no mínimo 30 mil pessoas, que serão conscientizadas e estarão preparadas para se prevenir. Dia 19 de março será o dia D no combate ao mosquito Aedes Aegypti”, contou.

Ribeirão Pires será a primeira cidade da região que colocará a Educação no combate ao Aedes Aegypti. “As crianças são as principais propagadoras de informação e, ao conscientizá-las, logo toda a comunidade também se mobilizará para continuar combatendo o mosquito”, conclui a secretária de Educação.

No dia 19 de março, apenas a fanfarra da Escola Municipal Eng. Carlos Rohm estará atuando no aniversário da cidade durante a inauguração do Hotel Escola, às 10h, que será o novo Centro Cultural do município. O endereço será Rua Diamantino de Oliveira, 220 – Pastoril – no Parque Pérola da Serra.

Apoios

Secretaria de Saúde e Higiene (SSH) e o Centro de Controle Zoonoses (CCZ) auxiliará a campanha através de palestras, treinando os diretores, coordenadores, professores e agentes escolares que passarão os ensinamentos às crianças.

Defesa Civil Municipal, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) com a Guarda Civil Municipal e a Secretaria de Transporte e Trânsito (STT) atuarão diretamente com as crianças, através das equipes que já atuam de maneira lúdica através de fantoches.

Secretaria do Meio Ambiente (SEMA) e a Defesa Civil Municipal realizarão um Whorkshop (oficina), onde ensinarão as crianças a construírem “armadilhas” para o mosquito Aedes Aegypti.

Cada uma das 33 escolas municipais montará cronograma próprio de atividades com os alunos.

Outros Destaques

Colunistas

A Sociologia dos Trópicos

Colunistas

Areia Branca, de Luiz Maritan

Colunistas

Curso: O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa na prática

Siga-nos
Destaques
391 armas são roubadas do Fórum de Diadema
Festa Junina tem um dos maiores públicos de todos os tempos
Ribeirão Pires está sem radares
Revista
Jornal