Educação
Publicado às 11h57 — 22 de fevereiro de 2016
Projeto contra Aedes Aegypti

Objetivo é conscientizar as crianças e ensiná-las a se prevenir contra as doenças transmitidas pelo mosquito

Por Leonardo Ratti | Portal Mauá e Região

Aedes

Na tarde da última sexta-feira (19) a Secretaria de Educação, Inclusão, Cultura e Tecnologia (SEIT) apresentou o novo projeto da educação municipal que terá como objetivo a conscientização e a prevenção relacionada as doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti, a dengue, a febre Chikungunya e o Zika vírus. O projeto integrará a grade curricular dos alunos das 33 escolas municipais de Ribeirão Pires.

O novo projeto da Secretaria de Educação de Ribeirão Pires teve início após reunião com o Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, em que foi solicitado que fossem desenvolvidas atividades para debate do tema e ações de combate ao mosquito nos dias 19 e 26 de fevereiro e no dia 4 de março. Ampliando a proposta, a SEIT desenvolveu o projeto de trinta dias com ações do dia 19 de fevereiro até o dia 19 de março – quando se é comemorado o aniversário da cidade. Será um mês inteiro, mobilizando o corpo docente, os alunos e a comunidade local em prol do combate ao Aedes Aegypti.

O primeiro passo será a capacitação dos diretores, coordenadores, professores e agentes escolares que serão treinados para passar aos alunos todas as informações sobre o mosquito e as doenças transmitidas. A segunda ação será conscientizar as crianças através de atividades lúdicas.

Por fim, no dia 19 de março serão realizadas mobilizações em todas escolas municipais envolvendo a comunidade no combate ao mosquito Aedes Aegypti. Visando a diminuição de possíveis focos de dengue, a conscientização das doenças transmitidas e a prevenção. Estas ações substituirão o desfile cívico do aniversário da cidade.

Para a secretária de Educação, Dalva Sensato, este projeto mobilizará todo o município. “O desfile cívico envolve nove escolas, porém com esta ação iremos contar com as 33 escolas da rede municipal e atingiremos no mínimo 30 mil pessoas, que serão conscientizadas e estarão preparadas para se prevenir. Dia 19 de março será o dia D no combate ao mosquito Aedes Aegypti”, contou.

Ribeirão Pires será a primeira cidade da região que colocará a Educação no combate ao Aedes Aegypti. “As crianças são as principais propagadoras de informação e, ao conscientizá-las, logo toda a comunidade também se mobilizará para continuar combatendo o mosquito”, conclui a secretária de Educação.

No dia 19 de março, apenas a fanfarra da Escola Municipal Eng. Carlos Rohm estará atuando no aniversário da cidade durante a inauguração do Hotel Escola, às 10h, que será o novo Centro Cultural do município. O endereço será Rua Diamantino de Oliveira, 220 – Pastoril – no Parque Pérola da Serra.

Apoios

Secretaria de Saúde e Higiene (SSH) e o Centro de Controle Zoonoses (CCZ) auxiliará a campanha através de palestras, treinando os diretores, coordenadores, professores e agentes escolares que passarão os ensinamentos às crianças.

Defesa Civil Municipal, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) com a Guarda Civil Municipal e a Secretaria de Transporte e Trânsito (STT) atuarão diretamente com as crianças, através das equipes que já atuam de maneira lúdica através de fantoches.

Secretaria do Meio Ambiente (SEMA) e a Defesa Civil Municipal realizarão um Whorkshop (oficina), onde ensinarão as crianças a construírem “armadilhas” para o mosquito Aedes Aegypti.

Cada uma das 33 escolas municipais montará cronograma próprio de atividades com os alunos.

Outros Destaques

Colunistas

Cadê você?, de Tainá Roberta

Colunistas

Prosa de peão, de Jerônimo de Almeida Neto

Colunistas

Otávio Zaia e o livro “Nóis sabe português”

Siga-nos
Destaques
Vereadores autorizam abertura da CEI da Saúde
Prefeito Atila entrega novos leitos no Nardini
Rio Grande sofre com falta de infraestrutura
Revista
Jornal