Mauá
Publicado às 9h24 — 17 de janeiro de 2017
Oposição começa articulação em Mauá

PT, PPS, PTB e parte do PTdoB, ensaiam a formação de um bloco que promete fazer oposição consciente

Por Vinicius Pinheiro | Portal Mauá e Região
oposicao

Depois da posse, os vereadores de Mauá voltam do recesso em 7 de fevereiro, quanto deve ser formalizado o bloco de oposição. Foto: Divulgação

Restando mais de vinte dias para o início dos trabalhos legislativos a oposição ao prefeito Átila Jacomussi (PSB) na Câmara já começa a se desenhar. Além de Marcelo Oliveira, o único petista do Legislativo, a bancada de oposição deve ter ainda Ricardo Manoel da Silva, o Ricardinho da Enfermagem (PTB), José Wilson Ferreira Silva, o Melão (PPS) além dos vereadores do PTdoB, que ainda não obtiveram consenso, já que no partido Adelto Damasceno Gomes, o Adelto Cachorrão, aponta apoio a Átila, enquanto que Osvanir Carlos Stella, o Ivan, se diz oposição.

O prefeito Átila Jacomussi (PSB) reuniu os vereadores na quarta-feira (11/01) para fazer um balanço dos 10 primeiros dias de governo e para pregar que deseja uma relação respeitosa entre os poderes Executivo e Legislativo. O grupo espera que esta postura seja respeitada. “Ou trabalhar pela cidade, não vou rejeitar projetos bons, mas vamos ver como será o diálogo. Quando eu era situação a gente tinha reunião com o governo antes de votar e tentava melhorar a proposta para não rejeitar em plenário; agora não sei ainda como vai ficar”, disse Oliveira.

Sobre o bloco Oliveira evitou falar muito, disse apenas que “estão conversando bastante desde o final do segundo turno” em outubro passado.

“A princípio me coloco como oposição porque no processo eleitoral estava na aliança do Donisete Braga (PT) e mantive minha fidelidade”, disse Melão. “Ainda não tivemos conversas, mas acredito que o grupo deve continuar unido. O Átila disse que tudo vai ser discutido, se for assim não teremos problemas. Da minha parte vou adotar postura de defesa da cidade, pois tenho um compromisso com o mandato e com meus eleitores”.

Ivan seguiu a mesma linha dizendo que espera a manutenção do grupo que caminhou ao lado de Braga durante a campanha. “Vamos fazer uma oposição consciente, mesmo assim o governo vai continuar tendo maioria”. Ivan enfrenta uma situação nova, já que, em concretizando-se essa postura, será a primeira vez que atuará como opositor. “Estou preparado para isso”, declarou.

Adelto Cachorrão considera que o PTdoB caminha para o apoio a Átila, mesmo com Ivan destacando sua fidelidade ao ex-prefeito Donisete Braga. “Nosso partido apoiou o PT, mas fico surpreso com as ações do prefeito Átila nestes poucos dias de governo e que já estão repercutindo bem nas redes sociais. Ele tem uma boa relação com o governo do estado e vai poder ajudar muito na questão dos recursos e da limpeza dos piscinões”, declarou.

Os vereadores Ricardinho da Enfermagem (PTB) e Chiquinho do Zaíra, que preside o PTdoB não foram localizados.

Por George Garcia – ABCD Maior

Outros Destaques

Colunistas

Otávio Zaia e o livro “Nóis sabe português”

Colunistas

AVC em crianças

Colunistas

A Sociologia dos Trópicos

Siga-nos
Destaques
Jornada Pedagógica de Ribeirão reúne 1.200 professores
Mauá discute melhorias na Saúde
Em congresso, PSB Mauá reelege Israel Aleixo
Revista
Jornal