GLBT
Publicado às 11h43 — 9 de março de 2017
Comunidade LGBT se mobiliza contra outdoor
Por Vinicius Pinheiro | Portal Mauá e Região
outdoor

Foto: Nario Barbosa/DGABC

O que era para ser campanha publicitária para ampliar as vendas no Dia Internacional da Mulher, comemorado hoje, tornou-se motivo de indignação e de denúncias por parte da comunidade LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros). Com o objetivo de promover seus produtos cosméticos, a loja virtual Pedaços de Amor espalhou outdoors por avenidas da região nos quais associa imagem de mulher posicionada em frente a um mictório masculino – o que remete a indivíduo travesti ou transexual – com o crime de pirataria.

Bastaram poucas horas, desde que a fotografia de um dos painéis (instalado na Avenida Dom Pedro II, em Santo André) ganhou as rede sociais, na tarde de ontem, para que a página da loja no Facebook fosse bombardeada por comentários (até o fechamento desta edição foram contabilizados 11.406) e críticas à campanha. Representantes de diversos grupos, como é o caso da Antra (Associação Nacional de Travestis e Transexuais), e do Fórum Paulista de Travestis e Transexuais, também se posicionaram sobre o tema e iniciaram processo de denúncia junto aos órgãos competentes.

Para o fundador e presidente da ONG ABCD’S (Ação Brotar pela Cidadania e Diversidade Sexual), Marcelo Gil, trata-se de cartaz imoral. “É uma forma de violência contra a mulher, seja ela transexual, travesti, lésbica. Todas merecem respeito”, diz.

Diante da considerada conduta homotransfóbica por parte da empresa de cosméticos e também da agência de publicidade responsável pela peça publicitária, a representante legal da ONG ABCD’s, Cristiane Leandro de Novais, pretende entrar com ação civil pública baseada na lei estadual 10.948/01, que pune o crime de discriminação em relação à orientação sexual. “Vamos pedir a instauração de inquérito civil para apurar o caso e também que o Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) fiscalize a publicidade”, destaca.

O tema também ganhará destaque na comissão da diversidade sexual da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), promete o integrante da comissão de diversidade sexual e gênero da subsecção São Bernardo da instituição, Jaime Ferreira Nunes Filho. O advogado classifica o material publicitário como incabível. “Não se trata de falta de conhecimento, mas de crime”, aponta.

A empresa Pedaços de Amor Comércio de Cosméticos Ltda existe desde setembro de 2014 e tem como sócio e administrador Ricardo Santos Vaz, conforme a Jucesp (Junta Comercial do Estado de São Paulo). A loja tem como sede endereço no bairro da Penha, na Capital. A equipe do Diário tentou contato com os representantes por meio de telefone disponibilizado no site, mas não obteve sucesso.

Por Natália Fernandjes – Diário do Grande ABC

Outros Destaques

Colunistas

Otávio Zaia e o livro “Nóis sabe português”

Colunistas

AVC em crianças

Colunistas

A Sociologia dos Trópicos

Siga-nos
Destaques
Jornada Pedagógica de Ribeirão reúne 1.200 professores
Mauá discute melhorias na Saúde
Em congresso, PSB Mauá reelege Israel Aleixo
Revista
Jornal