Ribeirão Pires
Publicado às 9h38 — 25 de abril de 2017
Banco de carrossel se solta e homem é arremessado

De acordo com dona de parque, vistoria mostrou que brinquedo teve falha de fabricação

Por Vinicius Pinheiro | Portal Mauá e Região
banco

Parte do brinquedo Samba se soltou, enquanto estava em movimento, em parque de diversões em Ribeirão. Foto: Divulgação

Um homem de 33 anos sofreu um acidente no parque de diversões em Ribeirão Pires, na noite deste domingo (23/04), após uma parte do banco do brinquedo Samba quebrar e se soltar enquanto o equipamento, uma espécie de carrossel, estava em movimento. Conforme a família, o rapaz foi socorrido em um hospital particular por onde passou por exames e foi liberado, pois apesar do susto, ele não sofreu lesões ou escoriações.

“Os médicos falaram que ele teve sorte, que nasceu novamente, pois ele foi arremessado a uma distância de mais de dois metros do brinquedo”, afirmou a esposa da vítima, Madalena Silva, 40 anos. Conforme a família, o acidente ocorreu às 21h40 do domingo, e além do marido, no brinquedo estavam às três filhas de Madalena. “Minha filha de 15 anos estava sentada na parte que quebrou, mas na última hora meu marido sentou no lugar dela.”

No momento do acidente, Madalena estava do lado de fora junto com a neta de oito anos filmando a família se divertir. “Minha neta queria ter ido, mas pedi que ficasse comigo. Já pensou se é uma criança sentada ali?”, questionou. A família que mora em Mauá, inicialmente estava no parque para jantar. “Estava frio e decidimos ir até lá tomar um caldo. Após comer, o pessoal se animou em brincar e aí aconteceu essa tragédia.” O boletim de ocorrência do acidente foi registrado na delegacia de Ribeirão nesta segunda (24/04).

DOCUMENTAÇÃO
Procurada, a Prefeitura de Ribeirão Pires informou que o parque possui licença municipal para funcionar e que para tal documento ser emitido, a empresa Stefani New Park de Diversões apresentou o laudo ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) de obra ou serviço; atestado de abrangência o grupo moto gerador; atestado técnico; laudo dos brinquedos com memorial descritivo, além do laudo de vistoria dos bombeiros.

O parque foi montado em terreno particular na avenida Brasil, ao lado do Sesi, e funciona desde 31 de março deste ano, sempre as sextas, sábados e vésperas de feriados das 18h às 23h e aos domingos e feriados, das 17h às 23h. O parque tem permissão para funcionar na cidade até 14 de maio.

PROBLEMA DE FABRICAÇÃO
A responsável pelo parque, Maura Stefani, explicou que após a quebra do brinquedo, uma vistoria foi realizada e foi constatado que o problema ocorreu devido a uma falha de fabricação. “Não foi má manutenção ou erro operacional, mas sim de fabricação. Houve uma quebra de uma solda”, revelou. Maura ainda informou que o brinquedo é novo, com apenas três anos de uso. “Temos um parque bem cuidado, mas infelizmente é máquina e quebrou. Mas o brinquedo nunca pôs a vida de ninguém em risco”, garantiu.

Após o acidente, Maura afirmou que o rapaz foi socorrido pelo bombeiro civil que fica em todos os dias de funcionamento no parque. “Somos um parque e precisamos ter um brigadista aqui. O rapaz se levantou disse que estava tudo bem. Apesar disso, chamamos o Samu, mas a família não quis esperar o socorro.”

Maura ainda explicou que após o brinquedo passar por avaliação e conserto dos fabricantes foi liberado para voltar a funcionar. “O brinquedo é seguro, o parque é seguro, porque sabemos que estamos lidando com vidas. Por isso toda a documentação está correta e em dia”, ressaltou.

Por Claudia Mayara – ABCD Maior

Outros Destaques

Colunistas

Otávio Zaia e o livro “Nóis sabe português”

Colunistas

AVC em crianças

Colunistas

A Sociologia dos Trópicos

Siga-nos
Destaques
Jornada Pedagógica de Ribeirão reúne 1.200 professores
Mauá discute melhorias na Saúde
Em congresso, PSB Mauá reelege Israel Aleixo
Revista
Jornal