Mauá
Publicado às 10h10 — 19 de junho de 2017
Mauá avaliza a compra de 100 ônibus da Suzantur
Por Vinicius Pinheiro | Portal Mauá e Região

oficializa

Mauá deve receber em quatro meses uma frota de 100 ônibus, zero-quilômetro, operados pela Suzantur, concessionária responsável pela operação das 49 linhas do sistema de transporte coletivo da cidade. A medida ocorre por meio de financiamento de R$ 30,3 milhões pelo programa Refrota, do Ministério das Cidades. No entanto, os novos veículos não ampliarão o número de 248 coletivos na cidade, apenas substituirão os modelos mais antigos.

A oficialização da linha de crédito ocorreu na terça-feira (14/06), na Prefeitura de Mauá, por meio da assinatura do convênio por parte do prefeito Atila Jacomussi (PSB) e do representante da Caixa Econômica Federal, Mário Oliveira. Do valor total, a Suzantur paga imediatamente a contrapartida de R$ 1,5 milhão. A empresa também terá 15 meses de carência e despenderá em 72 parcelas o valor restante de R$ 28,7 milhões, divididos em aproximadamente R$ 550 mil mensais.

O convênio assinado por Mauá é o primeiro do programa Refrota, que disponibiliza um montante de R$ 3 bilhões para financiamento de renovação de ônibus do sistema de transporte coletivo no Brasil. O pedido de aporte da União deve partir da concessionária, no entanto, a empresa deve passar por avaliação financeira por parte da Caixa, para averiguar a capacidade de honrar os pagamentos do financiamento. O município, por sua vez, participa do processo como avalista.

Os futuros veículos adquiridos pela Suzantur serão de chassi da Mercedes-Benz e devem sair da fábrica em São Bernardo. Apesar de novos, os coletivos não terão ar-condicionados, adaptação que já ocorre em outras cidades do Brasil. A novidade desses modelos é o acréscimo de tomadas a bordo para o fornecimento de energia a aparelhos eletrônicos de usuários, além de Wi-Fi, já presente em 100% da frota de ônibus da concessionária em Mauá.

De acordo com o governo e concessionária, serão incorporados, dentro da frota a ser fabricada, cerca de 40 ônibus convencionais e 60 modelos midi (porte médio). A idade média dos coletivos municipais também deve cair para menos de dois anos. “Com isso, deixaremos a frota mais nova e trazer maior conforto aos usuários. Mauá tem a menor média de idade de frota, hoje em 3,5 anos. Serão veículos modernos, com maior espaço aos usuários”, projeta o prefeito.

Segundo o sócio administrador da Suzantur, Claudinei Brogliato, a indústria automobilística ainda está em marcha lenta por conta do cenário econômico, porém, projeta a chegada dos novos coletivos neste ano. “A indústria está meio paralisada pela crise. A Mercedes está trabalhando com um turno só. Então a gente calcula que será de 90 a 120 dias para fazer os chassis (estrutura motriz) e encarroçar (lataria e acabamento interno)”, pontua.

Lançado em janeiro deste ano, o Refrota é uma modalidade do programa federal Pró-Transporte, que disponibiliza linha de crédito por meio do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). “As empresas demonstram interesses (pelo financiamento) e temos diversas, pelo país todo, interessadas e sendo avaliadas neste momento. Mas não sei informar se há outra concessionária do ABC entre ela”, explica Oliveira.

Por Bruno Coelho – Repórter Diário

Outros Destaques

Colunistas

A Sociologia dos Trópicos

Colunistas

Areia Branca, de Luiz Maritan

Colunistas

Curso: O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa na prática

Siga-nos
Destaques
Atila entrega chaves de apartamentos para 520 famílias
Famílias recebem chaves de moradias
Nova edição do Jornal Mauá e Região
Revista
Jornal