Mauá
Publicado às 9h42 — 25 de julho de 2017
Mauá amplia campanha de vacinação

Prefeitura aplica imunização contra HPV, Hepatite e B e a meningocócica C em meninos e meninas nesta semana

Por Vinicius Pinheiro | Portal Mauá e Região
alerta-vacinacao-julho

Meta da administração é a de imunizar 80% da população entre nove e treze anos

A Prefeitura de Mauá começou nesta segunda-feira (24/7) a campanha de vacinação dirigida aos adolescentes da cidade. Até sexta-feira, a administração Um Novo Tempo vai intensificar a imunização de crianças e adolescentes entre nove e 13 anos. Serão aplicadas vacinas contra o HPV, Hepatite e B e a meningocócica C. Serão atendidos meninos e meninas.

A ampliação da vacinação acontece após permissão do Ministério da Saúde para ampliar a oferta de vacina contra HPV para meninos de 11 a 15 anos incompletos (até 14 anos, 11 meses e 29 dias). A medida tem o objetivo de aumentar a cobertura da vacina em adolescentes do sexo masculino. Atualmente, a vacina contra a doença já é disponibilizada em meninos de 12 e 13 anos. Até 2016, o foco da campanha eram as meninas.

Em Mauá, a população de sexo feminino entre nove e treze anos é de 24 mil meninas. No entanto, apenas 1.787 foram imunizadas no ano passado. A vacina necessita de duas doses para confirmar a imunização. Na primeira leva 2.089 meninas receberam a vacina, mas apenas 889 voltaram para a segunda aplicação.

Com o objetivo de atingir a meta de imunizar 80% das meninas entre nove e 13 anos, o município instituiu a campanha de vacinação nesta semana. “Temos problemas na cobertura porque há dificuldades ligadas à cultura da população, que considera que a vacina é um estímulo para o início da atividade sexual. Precisamos deixar claro que isso é apenas uma proteção para que, no futuro, as meninas não tenham a possibilidade de contrair o vírus da HPV. Por isso a ampliação da campanha para que meninos também possam receber a vacinação”, diz Kelly Cristina Del Ré, do Departamento de Vigilância Epidemiológica – COVISA.

Meninos e meninas devem tomar duas doses da vacina de HPV, com intervalo de seis meses entre elas. No caso de pessoas com HIV, a faixa etária é mais ampla, de 9 a 26 anos, e o esquema vacinal é de três doses.

A vacina contra o HPV contribui para redução da incidência do câncer de colo de útero e vulva nas mulheres. A imunização também previne câncer de pênis, ânus, verrugas genitais, boca e orofaringe.

Pesquisa realizada nos Estados Unidos, onde há vacinação desde 2006, apontou redução de 88% da infecção oral por HPV. Estudo realizado com homens de 18 a 70 anos do Brasil, México e Estados Unidos, aponta que os brasileiros têm mais infecção por HPV que mexicanos e norte-americanos, com índices de 72% no Brasil, 62% no México e 61% nos Estados Unidos. A pesquisa apontou ainda que a incidência de câncer do pênis no país é três vezes maior que entre os norte-americanos.

Em Mauá, todos os 23 postos estão equipados com imunização contra o HPV, Hepatite e B e a meningocócica C. A vacina é aplicada das 9h às 16h.

Outros Destaques

Colunistas

Entrevista exclusiva com o Prof. Dr. Saulo César Paulino e Silva

Colunistas

Cadê você?, de Tainá Roberta

Colunistas

Prosa de peão, de Jerônimo de Almeida Neto

Siga-nos
Destaques
República Terapêutica infanto-juvenil faz mais um ano
Mauá oferece oficinas culinárias especiais em outubro
Santa Casa de Mauá adere à Campanha Outubro Rosa
Revista
Jornal