Meio Ambiente
Publicado às 9h42 — 30 de junho de 2015
Galpão de coleta seletiva será instalado no município

A FEHIDRO disponibiliza verba para construção do novo galpão de coleta seletiva que oferecerá emprego e renda aos munícipes

Por Leonardo Ratti | Portal Mauá e Região
Foto Ilustrativa

Foto Ilustrativa

A Prefeitura da Estância Turística de Ribeirão Pires por meio das Secretarias do Meio Ambiente (SEMA), e de Desenvolvimento Regional de Ouro Fino, através do Departamento de Saneamento Básico, irá instalar um galpão de triagem de coleta seletiva em Ribeirão Pires no bairro de Ouro Fino Paulista. A ordem de início da obra foi dada em abril e a conclusão está prevista para o segundo semestre deste ano.

O projeto elaborado pela Prefeitura foi indicado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê (CBH-AT) para receber recursos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (FEHIDRO). O galpão de 270 m² está sendo construído em terreno localizado na Rua Fiorentino de Palatis, na Vila Yara, em Ouro Fino Paulista.

Além de abrigar infraestrutura própria para triagem, no local, haverá espaço físico interno para a locomoção de equipamentos como esteiras, balanças, carrinhos e área para recepção e expedição de materiais recicláveis, acondicionamento e armazenamento dos materiais beneficiados, espaço para movimentação de materiais e pessoas, além de ventilação apropriada.

“O novo galpão beneficiará os catadores de material reciclável do município, com geração de emprego e renda, e permitirá atender a demanda da população deste bairro e também de outros como a IV Divisão”, explica o secretário de Obras, José Carlos Agnelo.

O município já possui dois galpões de tratamento de resíduos localizados no bairro Parque Aliança. Estes dois galpões são os responsáveis por tratar os resíduos coletados entre seis estações de coleta, sendo duas localizadas no centro da cidade e outras quatro que estão nos bairros: Ouro Fino, Quarta-Divisão, Jd. Caçula e Jd. Panorama, que realizam o serviço de coleta toda 2ª, 4ª e 6ª feira, através de caminhões do SEMA.

Segundo o secretário de Meio Ambiente, Gerson Goulart, o objetivo da implantação do galpão de coleta seletiva é descentralizar e setorizar o sistema de coleta evitando a poluição do solo, da água e do ar separando os resíduos domiciliares. “A ideia é que o galpão atenda a demanda do bairro otimizando assim toda a logística do sistema de coleta”, afirma.

A Prefeitura visa cumprir todas as metas estabelecidas no Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. “O projeto tem uma base social e a intenção é que os futuros responsáveis pela triagem dos materiais coletados sejam os moradores do próprio bairro, haverá treinamentos e palestras para a comunidade local”, conta o prefeito Saulo Benevides.

Outros Destaques

Colunistas

AVC em crianças

Colunistas

A Sociologia dos Trópicos

Colunistas

Areia Branca, de Luiz Maritan

Siga-nos
Destaques
Início às obras do Centro de Iniciação ao Esporte
Mauá registra queda na criminalidade em maio
Sai a lista das atrações do Festival do Chocolate
Revista
Jornal