Educação
Publicado às 14h07 — 3 de março de 2016
Alunos do Pronatec recebem declaração de participação

Os seis cursos são mantidos pelo convênio entre a Prefeitura e o Governo Federal por meio do Pronatec

Por Leonardo Ratti | Portal Mauá e Região
Foto: Rodrigo Zerneri

Foto: Rodrigo Zerneri

Foi realizada na manhã da última terça-feira (1/3), na Escola Preparatória da UFABC, a cerimônia de entrega dos termos de declaração de participação do Qualifica Mauá. Graças a parceria entre Prefeitura e Governo Federal se formaram 95 trabalhadores nos cursos de assistente financeiro, recepcionista, assistente de faturamento, promotor de vendas, assistente de RH e assistente de controle de qualidade. As aulas são ministradas pelo Instituto Federal Sul de Minas (Campus Muzambinho). Participaram do evento o prefeito Donisete Braga, o secretário de Trabalho e Renda Claudio Donizeti, a supervisora do Instituto Federal Adriana Palma e Maria Elizafá Leite, representando os professores.

“Vendo vocês aqui me lembro de quando comecei a trabalhar no final dos anos 1970 como empacotador no supermercado Onitsuka, sem experiência e aprendendo cada dia mais, ensinamentos que trago até hoje. Imagino que será assim com vocês também que estão buscando qualificação e novas oportunidades profissionais”, explicou o prefeito.

Criado pela Prefeitura de Mauá, o programa Qualifica Mauá tem como objetivo atender pessoas de baixa renda por meio de cursos de qualificação profissional e a intermediação para sua inserção no mercado de trabalho.

Dentro do programa existe a parceria entre Prefeitura e governo federal, por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC), em parceria com instituições do Sistema S (SENAI, SEST, SENAC E SEST/SENAT). O Qualifica Mauá também tem parceria com outras secretarias e instituições municipais.

Entre os formandos desta turma estava Sebastião Manuel Avelino, 61 anos. Morador do Jardim Zaíra, o pernambucano, que é pastor e trabalha como autônomo concluiu o curso de assistente de controle de qualidade. “Pretendo levar esse aprendizado não apenas para a vida profissional, mas também para minha vida pessoal e para a igreja com os trabalhos que desenvolvemos lá”, comentou.

Joana Pacheco da Silva Avelino é esposa de Sebastião e ela também frequentou as aulas do Qualifica Mauá. “Eu fiz o curso de promotor de vendas. Agora tenho mais conhecimento sobre meus direitos como cidadã e consumidora, estou muito feliz. Isso vai acrescentar muito para eu lutar pelo meu sonho de estudar medicina”, citou.

Jade Marcelino Cabral, 20 anos, moradora do Jardim Hélida, fez o curso de faturamento. Ela gostou do conteúdo das aulas. “Estou no terceiro semestre de Gestão Financeira, o que eu aprendi aqui no Qualifica Mauá com certeza está me ajudando na faculdade. Eu recomendo o curso pois agrega bastante no nosso conhecimento”, finalizou.

Entre 2013 e 2015, foram 10.056 inscritos no programa Qualifica Mauá.

Outros Destaques

Colunistas

Literatura, memória nacional e ensino de língua portuguesa

Colunistas

Entrevista exclusiva com o Prof. Dr. Saulo César Paulino e Silva

Colunistas

Cadê você?, de Tainá Roberta

Siga-nos
Destaques
Paço de Ribeirão é alvo de assalto a caixa eletrônico
Novembro Azul: Mês marca campanha mundial de conscientização
Porcelana Schmidt abre nova loja em Mauá
Revista
Jornal