Educação
Publicado às 10h54 — 18 de julho de 2016
UFABC pede mais segurança ao Estado
Por Vinicius Pinheiro | Portal Mauá e Região

UFABC pede mais segurança ao Estado

O histórico de insegurança no entorno dos campi Santo André e São Bernardo da UFABC (Universidade Federal do Grande ABC) foi tema de reunião realizada ontem entre a reitoria da instituição de ensino e o secretário de Segurança Pública do Estado, Mágino Alves Barbosa Filho. O principal objetivo do encontro foi apresentar moção de preocupação do Conselho Universitário a respeito dos casos de violência registrados recentemente, como roubos, furtos e, o mais grave, estupro de aluna da universidade, além de solicitar apoio policial por meio de rondas.

“Foi reunião satisfatória. Uma das intenções é aproximar as administrações a fim de pensar estratégias de coibir a criminalidade nos dois campi”, explica o vice-reitor da instituição, Dácio Roberto Matheus. Segundo ele, será agendado encontro com o comandante da PM (Polícia Militar) na região, coronel Marcelo Cortez Ramos de Paula, nas próximas semanas para dar prosseguimento ao diálogo.

“Um dos problemas levantados pelo secretário foi a questão da notificação. Foi enfatizada a necessidade de criarmos estratégias para incentivar o registro de boletins de ocorrência, ferramenta importante para a polícia desenvolver ações pontuais”, destaca Matheus.

A ação da instituição de ensino é resposta para as cobranças da comunidade acadêmica. O Diário denuncia a preocupação dos estudantes com casos de roubos e furtos no entorno dos dois campi da UFABC há tempos. O estupro de aluna de 26 anos no início do ano e a suposta negligência da equipe de Segurança da universidade foi o ápice. “Estamos fazendo algumas mudanças internas. Criamos no Conselho Universitário uma comissão de conselheiras e elas nos apresentaram relatório com algumas recomendações. Uma delas é estabelecer uma política de Segurança dentro da UFABC com todos os usuários dos campi”, ressalta o vice-reitor.

Outra preocupação é com os também recentes casos de racismo e homofobia dentro da instituição de ensino. Nesse sentido, foi realizada reunião com o MPF (Ministério Público Federal). “Estamos pedindo o apoio dos órgãos públicos, assim como da Prefeitura em relação a melhorias estruturais de iluminação, adequação do calçamento. Tudo para melhorar a segurança dos alunos”, complementa Matheus.

A Polícia Civil de Santo André prendeu, no fim de abril, o suspeito de ter praticado o estupro de estudante da UFABC e outras quatro mulheres.

Por Natália Fernandjes – Diário do Grande ABC

Outros Destaques

Colunistas

AVC em crianças

Colunistas

A Sociologia dos Trópicos

Colunistas

Areia Branca, de Luiz Maritan

Siga-nos
Destaques
Mauá instala iluminação por LED na Avenida João Ramalho
Nova Edição Revista Mauá e Região já disponível
Nova edição Jornal Mauá e Região disponível
Revista
Jornal