Mauá e Região
Publicado às 9h30 — 23 de janeiro de 2017
Engenheiro alerta sobre pontes na Av. dos Estados
Por Vinicius Pinheiro | Portal Mauá e Região
ponte

Foto: Celso Luiz/DGABC

Comprometidas pela falta de manutenção periódica não realizada por municípios e Estado e pela ausência de galerias pluviais em toda a extensão do Rio Tamanduateí, pontes localizadas na Avenida dos Estados têm oferecido risco iminente de desabamento. O alerta foi feito ontem pelo engenheiro e inspetor do Crea (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo) André Sobreira de Araújo.

Segundo o especialista, problemas constatados durante vistoria realizada no dia 19/01 na ponte localizada na Avenida dos Estados, próxima ao Viaduto Castelo Branco, no bairro Santa Terezinha (ao lado do Sesi, no sentido Centro de Santo André), tem se estendido às demais passagens do sistema viário. Na quarta-feira, a estrutura foi interditada após parte do solo ceder.

“Em épocas de chuvas intensas o leito do rio sofre com erosões, que seriam a lavagem do solo. Portanto, ela passa pela estrutura e vai levando todo o solo, em especial das laterais que dão contenção às margens do Tamanduateí. O que nós vemos aqui na ponte que cedeu é justamente isso. A falta de manutenção fez com que a ponte não aguentasse todas essas erosões, que ocorrem há anos, o que deve se repetir em demais estruturas da avenida, que em menos de quatro anos já teve duas pontes que cederam.”

Para o especialista, a ausência de manutenção, por parte de governos municipais e estadual, tem agravado a situação alarmante que a estrutura da avenida apresenta hoje. “A Avenida dos Estados foi projetada para receber fluxo de veículo ‘X’. No entanto, já se passaram anos e a demanda só aumentou, sem que nenhuma intervenção de grande porte fosse feita na estrutura da via. O excesso de caminhões e a falta de cuidado com as contenções do Rio Tamanduateí só dão sinais de que a situação pode piorar, e as demais pontes estão comprometidas. Isso tudo precisa ser revisto.”

Os remendos malfeitos no asfalto da Avenida dos Estados, denunciados pelo Diário em reportagem publicada no último dia 9, são citados como agravantes por Araújo. “Não passou nem duas semanas da reportagem e já tivemos esse problema. A via coleciona reparos pequenos, que não são suficientes para solucionar todas as deficiências de sua estrutura”.

Para o especialista, com o afundamento da ponte localizada próximo ao Viaduto Castelo Branco, as prefeituras da região devem ligar o sinal de alerta. A indicação é que todas as demais passagens devem receber vistorias técnicas que avaliem se existe desnível em suas estruturas.

Uma das soluções apresentadas pelo especialista é a de que sejas criadas galerias para drenagem de águas pluviais do rio. “É uma intervenção que pode ser feita aos poucos, sem prejudicar o trânsito da via, mas que no final solucionaria esse problema”, avalia.

Por Daniel Macário – Diário do Grande ABC

Outros Destaques

Colunistas

Entrevista exclusiva com o Prof. Dr. Saulo César Paulino e Silva

Colunistas

Cadê você?, de Tainá Roberta

Colunistas

Prosa de peão, de Jerônimo de Almeida Neto

Siga-nos
Destaques
República Terapêutica infanto-juvenil faz mais um ano
Mauá terá clube de leitura Leia Mulheres em Outubro
Atila repassa recursos à APASMA
Revista
Jornal