Mauá
Publicado às 11h03 — 11 de setembro de 2017
Terminal sem função dará lugar a rotatória no Zaíra
Por Vinicius Pinheiro | Portal Mauá e Região
terminal

Foto: Denis Maciel/DGABC

Terminal de ônibus que tem atormentado a vida de moradores do Jardim Zaíra, em Mauá, desde 2011 está com os dias contados. A promessa da Prefeitura é a de que o equipamento, apelidado de ‘terminal da vergonha’, seja demolido no dia 30 para a construção de rotatória. A decisão tem apoio da população, que vê o local, instalado no meio da Avenida Presidente Castelo Branco e que recebe 15 mil pessoas por dia e seis linhas municipais, mais como transtorno do que como benefício.

A equipe do Diário esteve ontem à tarde no bairro, ouviu moradores e comerciantes e todos foram unânimes em concordar com a decisão da administração de dar fim ao terminal. Uma das mais enfáticas na defesa da demolição é a balconista Roberta de Souza, 42 anos, que considera que o equipamento mais atrapalha do que ajuda. Para ela, um dos piores problemas é o tempo perdido. “Tem de parar aqui e pegar outro ônibus para ir até o local destinado. Ou seja, a gente espera para pegar ônibus lá no ponto central, aí para aqui e espera de novo para embarcar em outra linha. Isso demora muito. Antes não era assim, pegava a linha no Centro e ia direto ao destino.”

A balconista explica. “O tráfego aqui passou a ser muito difícil, o trânsito é absurdo, tem muitos acidentes, batidas de carros, ficou muito ruim. Até para atravessar é perigoso. Quando chove, fica tudo alagado, ninguém entra e ninguém sai do terminal. É um trambolho.”

O chefe de Gabinete da Prefeitura de Mauá, Márcio de Souza, explica que, além de melhorar a acessibilidade, a demolição vai trazer melhorias na questão viária do bairro. “Vamos pôr fim ao ‘terminal da vergonha’, que causa grandes transtornos para a população, como, por exemplo, ter de parar ali para pegar outro ônibus. Virou um ponto de baldeação. A pessoa perde cerca de 15 a 20 minutos só nessa transição.”

“A ideia ainda é colocar mais uma linha expressa, através do programa Expresso Mauá, no Jardim Zaíra, para resolver de vez essa questão, ou seja, mais linhas no intermédio do bairro para não ter mais a necessidade de parar no terminal, assim, tendo maior fluxo de transporte”, acrescenta Souza.

O prefeito Átila Jacomussi (PSB) anunciou que no lugar será construída uma rotatória para facilitar o acesso aos bairros do entorno. “Esse equipamento atrapalha muito o trânsito nos horários de pico, sem contar que a população perde cerca de 20 minutos na viagem para fazer baldeação. Vamos melhorar a mobilidade do Jardim Zaíra.”

TRAGÉDIA
Em janeiro de 2011, grave acidente no local do terminal, provocado por deslizamento de terra após tempestade de verão, deixou cinco pessoas mortas e mais de 500 desalojadas.

Por Bia Moço – Especial para o Diário

Outros Destaques

Colunistas

Entrevista exclusiva com o Prof. Dr. Saulo César Paulino e Silva

Colunistas

Cadê você?, de Tainá Roberta

Colunistas

Prosa de peão, de Jerônimo de Almeida Neto

Siga-nos
Destaques
República Terapêutica infanto-juvenil faz mais um ano
Mauá oferece oficinas culinárias especiais em outubro
Santa Casa de Mauá adere à Campanha Outubro Rosa
Revista
Jornal